2/10/2008

Espelhos



Nasci para viver o Amor
na sua plenitude, no desvario,
na complexidade, extremamente simples.

Nasci paradoxal,
mas jamais dúbia
ante as opções da vida.

Nasci quase porcelana,
o tempo só veio amalgamar
o vidro, outrora tão frágil,
que se tornou inquebrável.

Vos digo: Sou atemporal,
uma alma renascentista,
vivo para a arte e pela arte.

Nasci com o sentimento de Claudel,
com a fúria de Picasso
o existencialismo de Beauvoir
e as nuances de Bouguereau.

Vos digo: É simples,
e se perceberes bem
verás que em ti,
há um pouco de mim.


P.S.:- Quem estiver na minha cidade natal, São Paulo,
não deixe de visitar a PINACOTECA, que conta com
a exposição, Tarsila Viajante, reunindo 150 obras
da nossa magnífica Tarsila do Amaral.

(by Daniele)

19 comentários:

Miosótis disse...

Ahhh que bom vc está de volta!
Que saudades Deus meu!
Espero que tenha se recuperado da tempestade que a afligia.
E eu aqui estou, com vc, para o que der e vier.
Que maneira bonita de se descrever nesse poema.
Adorei!
Te deixo um beijo enorme, a transbordar de saudades e carinho.
Até mais minha boa amiga.

Vera disse...

Minha querida e mais linda Amiga Dani, como é bom ver-te novamente activa! Quantas saudades de ti! Espero que estejas bem.
Voltaste em grande, com um poema belíssimo, que mostra tanto do que és.
Sem dúvida que vives para a arte e pela arte! E tens tanto de Claudel, de Picasso e de tantos outros, e Amor nesse coração tens também, em quantidade infinita!

Um beijo enorme da Amiga e Admiradora

Vera

Sheherazade disse...

Ô, maninha! Você é tudo isso e muito mais. Eu só peço a Deus que me dê a chance de perceber o quanto de ti há em mim...Só isso!

Beijão bem grandão!

Sheherazade disse...

Manalinda,
Voltei pra comentar o teu comentário, também morrendo de rir porque não sabia dessa última (ou será penúltima?)plástica que a "moçoila" sobre quem postei fez pra virar nipônica. Trata-se da mesma pessoa que estás imaginando, mesmo, porque a Luci também me falou sobre isso de amendoar os olhos ... KKKK!!! De tanto se esticar artificialmente eu acho que, quando ela pisca, automaticamente levanta a perna, por isso não duvido que no próximo carnaval ela posará de passista de frevo: É só piscar alternadamente, no compasso, que desbancará qualquer bailarino pernambucano ... rsrsrsrsrs ...
Fica rindo mais um pouco aí, tá?

Beijão, mana!

Sheherazade disse...

É a(o) própria(o), mana! Tal qual "Juvenal na passarela: Ninguém sabe se é ele, ninguém sabe se é ela"... KKKKKKK!!!

Beijão de novo!!!

Dimitri disse...

Dani...
Que bom que voltou, quanta saudade! De coração agradeço seu comentário ao meu blog e o seu carinho!
Obeigado Dani..

bruno disse...

pena que isso é em sampas e não em brasília!

Lord of Erewhon disse...

Somos espelhos uns dos outros, tantas vezes estilhaçados, a maioria dos dias...

Dark kiss.

Pepe Luigi disse...

Sublime Daniele!

Um beijinho
do Pepe

Tina disse...

Oi minha linda!

Queria ter nascido assim: não deu.

Contento-me em ler seus escritos que descrevem perfeitamente desejos meus. Perfeitamente.

Fico feliz com teu retorno, peço desculpas pela demora, mas netinho-lindo-mais-de-querido-amado-fofo-lindinho-da-vovó estava aqui... e quem estava fora do ar era eu.

Ele - tão LINDO - voltou para casa dele longe daqui. Eu volto para o Blue Moon - meu alento. Volto para os amigos, como você, para amealhar forças. E continuar.

beijo grande minha querida, gosto muito de você, tenha certeza.

" JOTA ENE ® " disse...

Palavras bonitas e sentidas.

Bj

Impulsos disse...

Querida amiga Daniele Fizeste uma viagem às profundezas da tua alma e pintaste um quadro em tons luminosos que espelham o teu ser, o teu sentir, o teu reflexo sem m?aras!
Gostei imenso.Beijo

Ricardo disse...

você é simplesmente muitas.

Naeno disse...

Quanto tempo eu não te visistava. O mesmo tempo que não lia uma poesia de tanta essência. Essência boa, capaz de nos enebriar e fazer brilhar nossos olhos, quando nos deixa em condi?s de sermos assim, como descreves, iguais.
Um beijo no teu cora?
Naeno

Paulo Afonso disse...

Parabéns pelo blogue e por ter coisas lindas. Vou voltar Bjs

Nilson Barcelli disse...

Excelente poema cara amiga.
Já o tinha lido, mas devo ter esquecido comentar...
Vc escreve sempre bem, é uma escritora madura a precisar de publicar em livro (se não o fez ainda...).

Bom resto de semana, beijinhos.

Sergio disse...

Olá, Dani!

Pessoas assim não escapam da felicidade clara e farta.

Fico feliz com seu retorno.

Um beijo

Mariliza Silva disse...

Minha amada irmã,

Estou ausente de mim, mas não quero nunca me ausentar de você!!!

Quanta Saudades, mas as vezes me perco no caminho...

Beijos

Mariliza

Claudia disse...

Lindo.....lindo.....maravilhoso parabéns!!!