11/18/2006

Trinta Anos



Chego a plenitude e, agora caminho para o
ocaso de minha vida. Não me entristeço,
pois sei que sou Rio...
E como rio, desci da montanha...
Escorreguei entre serras e planaltos...


Vago placidamente por entre planícies...
Sou córrego manso e correnteza bravia...
Sou lenta e cautelosa...Sou cachoeira...
Estendo tentáculos, faço afluentes...
Sofro com a seca...Sofro com a enchente...
alimentei gente...


Sou dadivosa...Nunca abandonei a quem
de mim precisou...Mas fui muitas vezes abandonada
por quem em minhas margens pescou...
Sou perigosa...Afogo em minhas águas muitos sonhos
Arrasto com minha força algumas esperanças...

Vagueio em direção ao mar...Ora cheio, Ora vazio...
Carrego comigo o que me coube carregar...
Chego aos Trinta Anos...E o ocaso e o mar
não me entristecem. Sei que sou Rio
e como Rio, sei aonde chegar... !

-------------#-------------

PS: Jamais explico o que escrevo nas minhas
"poesias". Mesmo porque nunca sou óbvia, por mais
que possa parecer. Só enxergam a face verdadeira
aqueles que possuem muito sentimento.
E como em qualquer vertente da arte, creio eu,
mister seja senti-lá por inteiro, intensamente,
profundamente, para desvendá-la.


Mas como muitas pessoas leram esse meu "poema"
e se perderam por olharem com a razão, sendo que
a arte é vista com o sentimento e após entregar-se
com todo o sentimento, descobre-se, talvez,
a razão contida, oculta propositalmente.

Não há tristeza em poesia, existe sim uma gama
infindável de sentimentos. A poesia é isenta de
rótulos...E a beleza, a magia da poesia é
justamente essa incomensurável gama de
sentimentos que afloram, assolam, invadem e fim.

Escrevi esse "poema" em 2005, um dia antes de
sofrer uma intervenção cirúrgica extremamente
delicada, porisso cito a palavra "ocaso"=fim.
Apenas e tão somente desta vez revelo o sentido
exato do que escrevi. Não há surrealismo, apenas
uma analogia ao momento por mim vivido e o Rio!


(Daniele Vasques)

28 comentários:

Saramar disse...

Querida, bom dia.
Você tem razão. A poesia, em especial sua poesia rica de imagens, de metáforas perfeitas, de ritmo de cantiga, deve ser lifa com a alma, sem paradigmas, sem freios.
Pelo menos é assim que leio e sempre em voz alta para sentir com todos os meus sentidos.
Sempre gosto demais do que você escreve, sempre.
Beijos

farinho disse...

Eu tambem estou a chegar aos trinta, e por vezes olho para trás e custa-me a acreditar que já sou adulta e que tenho responsabilidades, mas a responsabilidade maior que tenho é para com os meus filhos, e de alguma maneira tenho muito medo de falhar na sua educação, tenho receio de não ter amadurecido o suficiente para os educar da maneira correcta, tenho muito medo de fazer algo de mal para com eles e que isso se reflicta no seu futuro.

Eu compreendo o que a Dani escreve quando se refere que é rio, porque durante todo este percurso que é a vida vivemos muitas coisa e passamos por outras tantas, mas o importante é termos vivido e aprendido com os erros e com as coisas boas que fazemos.

Um beijo muito grande.

Sónia Farinho.

farinho disse...

Para completar, acho que está muito bonita essa sua definição.

Beijocas.

Tina disse...

Oi minha querida:

Gosto imensamente de seus versos, de suas palavras. Gosto de quem escreve assim. De quem sente assim.

Parabéns.

beijo grande e bom fim de semana.

Anônimo disse...

Olá,
Que belas poesias, que bom conteúdo tem seu blog. Parabéns. Gostei de conhecer. Venha conhecer meu espaço também e deixe seus comentários. Paz!
Edimar Suelty
edi_suely.blig.ig.com.br

misticismo, luz, harmonia disse...

Olá boa noite, bom FDS vim visitar essa página linda bem que Cris Couto disse isso para mim valeu a passagem parabéns Vanderlei

Vera disse...

Querida Daniele, é impossível ler os teus poemas sem me emocionar, porque as tuas palavras são carregadas de sentimento!
Boa explicação a tua sobre a poesia... tantos têm tentado interpretar as minhas palavras, e de forma por vezes tão errada.
A poesia não é triste, mesmo quando carregada de palavras melancólicas...
A poesia é arte, é vida, paixão! Eu não sei, e eu não quero viver sem poesia. Até porque, para mim, a vida é poesia!
Beijo enorme e tudo de bom para ti minha cada vez mais querida Daniele, da tua grande admiradora!

Ricardo Rayol disse...

Daniele, nada mais prazeroso do que envelhecer... e a vida vai começar mesmo aos 40 então ainda é uma menina :-)

PS: Me manda o código do seu awrd por email por que não consegui copiar do seu blog (bloqueado)

Regina disse...

Querida Dani.
Agradeço a Deus por você ter tocado a minha vida e eu a sua, o que só nos enriquece e ilumina a cada novo dia.
Bom domingo e uma ótima semana!
Beijinhos doces pra você!
Regina

Isabel-F. disse...

Lindo poema. Esreves maravilhosamente bem. É sempre um prazer vir aqui e ler-te.
Boa semana
Beijos

Hilda disse...

Daniela, o que me encanta e comove em tuas poesias é a sensibilidade do olhar profundo além do lógico, que cria imagens oníricas e desvendam suas emoções que descobrimos se assemelharem às nossas ou melhor, nos explicam nossas próprias. Muito amor pra você, Daniele.

Anônimo disse...

passeando pela net encontrei seu blog que me deixou encantada ele é lindo, maravilhoso ,fofo, amavel.
párabéns gostei muito de te encontra tenha um bom domingo

Lâine style disse...

Oi, fui recolocar meu haloscan e vi que meus comentários antigos estavam lá e com isso recuperei o link de muitas amigas como vc, estou visitando todas p/ matar a saudade e dizer q estou de volta com meu bloguinho.
Bjins e uma ótima semana.
Lâine Style

Fatima Gama disse...

Olá amiga
Ele é lindo, eu adoro, entendi que vc se compara a um rio que ora está cheio, ora vazio, mas que corre para se transformar em mar, quando enfim se sentirá plena e feliz, lembrou-me um texto de Paulo Freire, bjs

Angela disse...

Poesia é sentimento de facto. E quando lemos poesia, interpretamo-la em função dos nossos sentimentos, das nossas vivências, no fundo, do nosso mundo. E é por isso que aquilo que vemos difere de pessoa para pessoa porque as palavras tocam-nos de formas diferentes.

Quanto ao teu poema, senti-o como sendo a reflexão de uma mulher que vai entrar numa nova fase. Todos nós somos um rio e todos nós iremos desaguar no mar.

Beijo grande de quem te admira muito.

Lúcia disse...

Não tem o que explicar em suas poesias. São lindas! Parabéns... Sucesso sempre!

Joana Darc disse...

OI Miga Dani vim te ver.gosto muito de seus textos e tudo mais seu cantinho com sempre muito showwwwwwwwww,vim te convidar a conhecer meu novo cantinho sera uma honra recebe-la,te espero la.Uma linda semana a vce Miga...Bjossssssssss mil...Ps:Voc ja esta linkada la ta miga.

Regina disse...

Amiga querida e amada tudo bem? Saudades de ti sabe que tardo mais não falho...rs.Vim deixar beijos de carinho e amizade e dizer que te gosto muito.Vai lá visitar meu cantinho de Natal, mudei o lay.Estou te esperando tá? Beijos nesse lindo coração que está sempre aberto a todos nós.Fique com Deus.

Regina disse...

Ah, me esqueci pega meu award de Natal tá? É com muito carinho que te ofereço.Beijos.

Marco António disse...

A poesia é aquilo que somos
A poesia escreve aquilo que sentimos
A poesia fala aquilo que vemos
A poesia não sabe a mentira
A poesia não sabe esconder
A poesia é o Ser
Que viaja numa carruagem
Com uma estação final
Que nos leva de um lado
Para o outro lado do espelho
A poesia é a nossa memória do consciente ao inconsciente
A poesia somos nós
Na sua autenticidade

Um abraço,
Marco António

Cadinho RoCo disse...

Sinto-me profundamente tocado por seu comentário em meu nosso blog. Faça contato comigo via e.mail. Você vai encontrar meu endereço lá no blog.
http://cadinhoroco.blogspot.com/

Adriana disse...

O bom é que você ficou bem e não houve ocaso.
Bom fim de semana! ;)
Beijo

Cris Couto disse...

ola minha maninha linda!!
to melhorando com a graça de Deus...e sabemos que estamos sempre nas maos Dele e Ele sabe o que é pro nosso bem.
Te amo muito maninha e tambe oro por ti...
não esquece de mim...beijins

ValPasqual disse...

oiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii amada tão querida vim regar nosso lindo jardim
repleto de amizade sincera.te adoro muito.mil bjs.

Ju disse...

Todo poema trás em sim uma carga oculta...Seja do que for,poemas nascem não pra ser entendidos,mas para dar ?espaço? a nossa alma antes tão cheia de idéias e sentimentos...
Apenas um sorriso seu
Já alegra todo o meu dia
Me inspira linda poesia
Apazigua o peito meu

Apenas um sorriso seu
E meu desejo se sacia
Me encanta, me contagia
E me leva ao apogeu

Apenas um sorriso seu
Traz a mim toda a magia
É a mais doce melodia
Que meu mundo conheceu

Apenas um sorriso seu
Talvez eu não merecia
Mas era o que eu queria
E você hoje me deu!
Sabes que te adoro não é?! =]

Ricardo Rayol disse...

Oi dani, a imagem do teu awrad continua nao aparecendo.. pode me ajudar?

Adriana disse...

Dani, muito obrigada mesmo pelo seu carinho. :)
Seu e-mail tá nos meus contatos. O meu é adriana.bach@gmail.com, tá?
Venho sempre que puder sim, passei pra deixar um beijo e desejar uma ótima quinta-feira pra vc!

Regina disse...

Querida Dani.
O sonho é o desejo da alma que está adormecido, precisando apenas despertar.
Que as luzes, as cores e a alegria reinante nesse dia, a envolvam de lindos sonhos.
Paz e de realizações saudáveis, é o que desejo a você.
Beijos com todo meu carinho.
Regina