10/05/2006

Tua Ausência...


Eu ainda posso sentir o teu corpo sobre o meu,
essa pele, esse cheiro, tudo impregnado em
mim, acho que mais em ti, como uma nódoa.

Eu olho para o chão e para o céu, para a
e para os carros, para a cama e para a
mesa. Em todos os lugares o teu espectro
me espreita. Ainda hoje acho teus cabelos
em minhas roupas, sua boaca em minha
boca, seu olharm no meu olhar. E quanto
mais me afasto de ti, mais te encontro.
Acho que estou vivendo em Strawberry
Fields, na Apoteose da ilusão.

Então me perfumo, mas não adianta,
porque acabamos cheirando aquilo que
nos frequenta, no meu caso, você.
Quando você me tocou pela primeira
vez, não senti grande coisa, não queria
sentir, e você, dissimulando, ficou a
minha frente, deixando que,
aos poucos, sua sombra
me fosse devorando.

Tantos momentos marcantes,
e tão displicentemente.
Tantas palavras e juras de amor
infinitamente efêmeras.
Tantos sentimentos inesquecíveis e
profundamente sentidos por mim...
Queria te relegar aos desprezíveis
pampas das lembranças vãs.
Mas como? Tua lembrança e
algo incontrolável,
e inexplicavelmente nobre.
Não por você, mas por mim mesma,
pela nobreza do que sinto por ti.
Só sei que queria te esquecer,
ao menos por alguns minutos!
Esquecer da maneira como você me
chamava de meu amor, esquecer da
sua risada de criança, esquecer do seu
olhar sempre perdido no passado,
esquecer do seu jeito insano
de me devorar plenamente.

Mas você está ausente.
Não.! eu estou ausente...! Estou
ausente de mim, porque neste
momento, tudo de mim está em
você! Meu olhar, meu sorriso,
meu afago, meu pensamento,
minha alma, tudo está em você,
como se fosses um demônio e tivesses
vindo apenas para me dissipar.
E sinto tanto... Embora ache que as
sensações é que estão me sentindo,
tamanho o vazio em que estou, o
grande vazio da sua ausência presente.
Que Deus me perdoe, mas é como se eu
fora uma bárbara adorando um deus
pagão, nas noites claras e nos dias
cinzas, num black sabbath eterno.

Tudo em mim, agora, é aparência,
apenas uma carcaça gasta,
escondendo um resto de alma
escurecida e gasta. Meus sorrisos,
meus cumprimentos, minhas falas...
Tudo um grande teatro de emoções,
inefáveis pela própria inexistência.
E, ainda assim, sabendo que estas em
outro mundo, com outros interesses,
com outras pessoas, te espero!
Te espero em cada soar da campainha,
do telefone! Não uma espera ansiosa,
mas lívida, por saber que nunca
mais vais aparecer, nem que seja só pra
devolver a sanidade que me roubaste...
E, então, apenas sigo, me esforçando
para não parecer uma estátua de sal,
procurando conhecer novas pessoas.
Mas tudo o que consigo é conhecer
outras estátuas de sal, com certezas
inequívocas sobre coisa nenhuma.

Talvez seja melhor ouvir um blues!
Só quem já perdeu a alma alguma vez,
pode sentir e entender o blues!
Old love, leave me alone!
Apenas um resto de nuvem, alvíssima,
passeia pelo meu céu blue.
Meu sangue é branco, meus olhos são
brancos, tudo é branco, exatamente
da cor do meu colo, onde você
repousava a sua alma
de guerreiro vencido.
Momentos...
Momentos vivos apenas em mim...
tudo em preto e branco...!

(By Daniele)

11 comentários:

Beatriz disse...

Olá conheci seu Blog visitando um em que vc deixou seu comentário. Gostei muito daqui e voltarei mais vezes, esse texto é muito bonito e parabéns pelo bom gosto do template.
Fica aqui o convite para vc conhecer o meu Blog:
http://ecotidiano.zip.net

Abraço,
Bea

rouxinol de bernardim disse...

Esta cantata erótica é um hino à liberdade e ao lirismo da vida! Só pessoas como você, de mente aberta, conseguem penetrar no âmago da existência e transmitir aquele elan que nos transporta ao patamar superior da sensibilidade: O ÊXTASE!

Parabéns! Serei visita frequente para elevar meu astral!

marines disse...

passando para deixar
um bj e tenha uma otima
quint-feira e que deus
acompanhe vc com paz
http://amor-paixao.blog.uol.com.br

Tina disse...

Oi querida!

Gostaria de renascer assim, outra vez, mas a "Fenix" que existia em mim se cansou de lutar...

Lindo texto, de verdade.

beijo grande,

Lela Sodré disse...

A-M-I-G-AAAAAAAAAA............VC EST� SEMPRE SE SUPERANDO.
LINDO!
iSSO ACONTECEU COMIGO, RENASCER, RECOMEÇAR........UM DIA TALVEZ EU CONTE.
AMO-TE
BEIJOS NO CORAÇÃO

Vera disse...

Que lindo! Adorei o teu poema e mesmo com 3 anos é sempre tão actual...
Beijo grande

Anna D' Castro disse...

Oi Amada, deixei um comentário do "outro lado", isto de ter para comentar em dupla é muito "engenhoso"... Fica com Deus minha flor.
Beijinhos
Anna

desassistidas disse...

Oi Dani, vc viu que no nosso blog tem sempre o comentário do Renato, ele sempre escreve post grande, ontem ele escreveu que vc quer passar dela, mas não vai conseguir.
Bem amamos isso...
abraços,
THA

Regina disse...

Olá minha doce e querida amiga tudo bem? Amiga cê poderia falar com a Vall da festinha? tem 3 dias que não consigo entrar no blog dela, pra eu conseguir entrar no blogspot ce nem sabe amiga tá faltando ela...snifs...vê se fala pra ela tá bem? Te adoro 1000 beijos e obrigada por tudo.Fique com Deus.

SHIPS disse...

SÃO COMO CAMADAS QUE ATRAVESSAMOS, SÃO EXISTENCIAS QUE VIVENCIAMOS.....
VIM CONVIDAR VC NÃO PRA RENASCER MAS PRA VIVENCIAR, SENTIR MOMENTOS DE ENCONTRO COM O SILÊNCIO....
VENHA PRO PARAISO COMIGO.....


DO AMIGO

SHIPS

Hilda disse...

Renascer é preciso, quantas vezes for necessário, o que não se pode é entregar-se ao desencanto. Beijos querida Dani e bom final de semana.