1/15/2007

Doce Viajante

Com suas asas
cubra-me, reconstrua,
resgate sentimentos,


na doce espera por atingirmos
o denso sabor da eternidade.

Enquanto constrói
de longe,

observo-te de perto
imaculadamente.

Quando partes,
afago-te suavemente.


"Sentidos etéreos sublimam
tornando-se latentes
"

(By Daniele)

19 comentários:

misticismo, luz, harmonia disse...

Bom dia dani, que doce viajante hein? valeu parabéns, tenha um inicio de semana com muita luz e paz no coração bjs Vanderlei.
http://www.aragaorj2006.blogger.com.br

Ricardo Rayol disse...

Eterno sabor
Sentimentos
Imaculados, doces
Voe anjo
Asas ao vento
Com sua sombra
Cubram-me
Mesmo partindo
Distante

Inominável Ser disse...

Inomináveis Saudações, Daniele.

Neste poema vosso, atraiu-me este verso:

"...o denso sabor da eternidade..."

Denso sabor... Eternidade... Asas... É etéreo, em curtos versos, o Amor transmitido por estes vossos curtos versos. É uma emoção suavemente composta de exatidões profundas de visões delicadas existenciais. Imaculado verso... Imaculados versos... Suaves... Suaves...

Saudações Inomináveis, Daniele.

Érika Gonzalez Fernandez disse...

lindo
leve
solto
palavras
incríveis
comentários a contento.

Hilda disse...

Belo Daniele, o amor que resgata sentimentos... Inspiradíssimo, até imagino uma imagem ...Beijos

Érika Gonzalez Fernandez disse...

Seu comentário a respeito de Florbela emociona! Um amigo meu fala muito dela e escreve um pouco na mesma vivência. (Machado de Carlos) Florbela viveu plenamente tudo o que escrevia, embora depressivamente; mas era um descontentamento com amor não correspondido ou um amor que já se fora. Beijos e obrigada pela visita!

Regina disse...

Querida irmã tudo bem? Saudades de ti.Nossa que lindas palavras, que bom que vc traduziu.Minha amiga que me traduz alguma coisa está viajando e só deve voltar no final do ano mas amei sua visita e teu carinho e a página de Bouguereou também, linda.Cê não viu a divulgação que fiz de tua página no meu blog? Depois procura lá que verás...rs.Divulguei logo essa beleza e sensibilidade.Te amo amiga.Beijos e fique com Deus.

copy disse...

ola menina.....obrigadaçuuuuuu pela gostosa visita, seria um arcanjo esse ser voador que com asas maravilhosas que faria com que o tempo e espaço estaria em flash? segundos diferentes num é mesmo.....bom quem sou eu pra decifrar seus sonhos e imaginações... estou mesmo aki pra dizer que consegui o serial do zone alarme pra torna-lo pro "sem custos" outra é que consegui um aplicativo
isso mesmo aplicativo, num precisa instalar nada e vc pega diversos canais de som e tv, tipo mtv, hbo entre outros, tô pensando em colocar lá pra espalhar a boa mas em primeira mão meu cisne (vc) caso interesse envio pra vc testar ok é só me avisar

abraço eternal

do amigunhu

copy

Lino disse...

Dizer que é belo, seria mera repetição. Mas como não sei versejar, é o que posso dizer, de longe, mesmo que isso seja etéreo.

farinho disse...

Com as tuas asas
proteje-me, ama-me
faz-me esquecer
a crueldade do mundo
este meu querer
que seja teu tambem
para que juntos
pemaneçamos
não sermos derrubados
por ninguém
um mundo nosso criaremos
onde existe só nós dois
em tuas asa viveremos
felizes seremos

S F


Querida amiga Dani, adorei o seu poema, aliás como sempre, tem uma escrita que me encanta.

Beijocas

profundamente disse...

Um excelente poema, fiquei encantado.

Um abraço

elisabete cunha disse...

"Com suas asas cubra-me,reconstrua,resgate sentimentos"
Dani, acho que essa frase algum dia ficou engasgada na minha garganta!
Passei para te deixar um beijão!
aparece, tem post novinho!
www.elisabetecunha.wordpress.com

Vera disse...

Minha muito querida Daniele, será que alguém consegue ler as tuas palavras sem se comover?
A doce espera de atingir o denso sabor da eternidade! Que lindo!
Os teus poemas são grandiosos, sempre sublimes, e sempre tocantes!

Um beijo enorme da tua fã e amiga que muito te adora

cantabile disse...

Há , na minha vida um ser alado.
que me falta sinto das suas asas ...

Marlon disse...

Realmente poucas palavras existem para descrever tal poema, mas aqui vai, embora seja um mero esforço.

Como deve saber a eternidade não é, pelo menos de uma forma carnal, possível de alcançar a qualquer ser humano. E não deixa de ser por isso que ainda assim a desejamos.

Contudo, tendo a acreditar que a verdadeira imortalidade é aquela que não é propriamente palpável. Um amor de uma mãe por um filho é, e será sempre imortal, dure o tempo que durarem as suas efémeras vidas.

Gosto, especialmente da última estrofe, mais precisamente da junção de palavras etéro e sublime. Para além de serem ambas palavras lindíssimas são também sinónimos! Daí achar a combinação puramente maravilhosa.

Beijos deste amigo que tem um gosto imenso em comentar o seu blog!

nancy moises disse...

Eii querida estou com saudades
Passando p/ ver as novidades por aqui e oferecer a vc o award ?FELICIDADE? DO Lua em Poemas...bjs e uma ótima semana.

Sheherazade disse...

Dani,
Tu rindo daí e eu daqui, com o teu comentário ... hehehehehe!!! Adoro fazer rir, porque acredito, piamente, que "RIR É O MELHOR REMÉDIO" pra todos os males.
Tu bombou com esse poema, visse, mulher?
Já visitaste o site de Clarinha (www.brincandocomclarinha.blogspot.com)? Ela é uma poetisa de mão cheia, assim, como tu ... Vai lá, que vais adorar!

Beijos, linda! Valeu pela força.

Marlon disse...

Ora Daniele... isso nem se pergunta! Claro que podes.

E já agora, eu faço a mesma pergunta: posso adicionar-te aos meus favoritos?

Beijos deste amigo e fã!

Fatima Gama disse...

Gostei muito do poema, leve, de uma mulher a apaixonada com certeza rsr