3/05/2007

Heitor Villa Lobos

(05.03.1887 - 17.11.1959)

Existem pessoas que nos orgulham em sermos
brasileiros, uma delas é sem dúvida o nosso
grande maestro, músico e compositor, Heitor
Villa Lobos, que tem na sua obra uma
diversificação de gêneros:
música sacra,
música teatral, música solística,
música sinfônica.

Em 1915 realiza o primeiro concerto com suas
obras, iniciando de certo modo o modernismo
musical brasileiro, a arte de Villa-Lobos
provocou as mais violentas reações da parte
do público e da crítica, por muitos anos se
prolongando a posição do artista, que assim
ousava insurgir-se contra a tradição.

Por volta de 1918, a orientação nacionalista
e propriamente folclorizante de Villa lobos
começa a precisar-se com a composição pianística
intitulada Prole do Bebê , que foi também a sua
primeira obra que, graças a arte de Arthur
Rubinstein, levou o nome do compositor para
além das fronteiras do Brasil. O nacionalismo
folclorizante adquire feição sistemática em meia
dúzia de obras que àquela se seguem e que são as
mais significativas da produção do compositor.

Em 1922 a famosa semana de Arte Moderna de São
Paulo consagra o nome do compositor eternamente.

Oficialmente já o talento de Villa-Lobos se achava
reconhecido pelo governo e é o próprio parlamento
que, vota um subsídio para que o compositor
possa efetivar uma viagem para à Europa. No
regresso em 1925, realiza concertos em
Buenos Aires, São Paulo e Rio de Janeiro,
prosseguindo compondo uma série de
obras de inspiração folclórica, os Choros.

Em 1927 parte novamente para a Europa. Até 1930
vive em Paris, esse período é extremamente
importante pois eleva a obra e a carreira do
compositor ao máximo, graças aos contatos
que estabelece na capital francesa, aonde
revela-se plenamente a sua obra, o que lhe
traz a merecida reputação internacional
do mais representativo e original
músico da América Latina.

Regressando ao Brasil, Villa-Lobos inicia um período
de grande atividade, dirigindo concertos de obras
contemporâneas, promovendo uma intensa
campanha no sentido de implantar o cultivo
da música coral nas escolas e realizando,
dentro deste plano,gigantescas concentrações
orfeônicas, que ele próprio dirige, sempre
com uma certa dose de espetaculosidade.

Referências:

Dicionário de Música
Editora:- Cosmos

Sua criatividade nas composições sempre fora de
uma intensidade crescente. Hoje quando
comemoramos 120 anos do nascimento
do Grande Villa Lobos, me sinto
honrada em ser brasileira.

(by Daniele)

Abaixo uma das músicas que mais amo de
Heitor Villa Lobos. Prelude Bachianas No.4
O único vídeo que consegui no Youtube fora
esse que vem com imagens de Mel Lisboa, já
que a música foi usada em Presença de Anita.




----->Museu Villa Lobos<-----

8 comentários:

elisabete cunha disse...

Dani que banho de sabedoria poder visita-la!
Saio com a alma renovada...
Resolvi o problema , quando linkava em seu nome no post, não conseguia chegar ao seu blog. Agora consegui.
Dani, preferi não responder a sua pergunta no blog. Vou mandar um email com calma para você, ok?
A VIDA É TÃO COMPLICADA !
Amei o seu post sobre Vila Lobos, pura cultura. Precisamos disso...

Uma semana bem linda para você!!!
Igual a você!
:)

Sheherazade disse...

Viva o nosso grande representante da música erudita no mundo!
E viva tu também, que estás aqui, entre nós, nos encantando com a tua peculiar inspiração, sempre, minha querida!
Parabéns pelo post!

Um grande beijo!!!

Fúria das Águas disse...

Voltei depois de um tempo ausente.
Dani, vir aqui é aprender cada dia mais.
Um beijo fica bem
Fúria

Klatuu o embuçado disse...

Conheço mal, mas o pouco que ouvi achei excelente!

Lino disse...

Temos muitos homens e figuras de valor ao longo de toda nossa história. Só que as vezes não vemos isso. É um pouco o que ocorre com o Villa-Lobos, que é reconhecido internacionalmente, mas pouco conhecido no Brasil.
Coisa de uma parte dos brasileiros que vêm o de fora sempre como melhor.

inspiração disse...

Já me pode visitar na minha nova casa.

Um abraço

Ricardo Rayol disse...

Dileta Dani, só uma pessoa com sua sensibilidade e amizade poderia fazer este gesto de ajuda. Agradeço de coração. A todos que visitam este maravilhoso blog agradeço antecipadamente os votos no blog da quinzena. E já aviso que os votantes estarão concorrendo a um brinde primoroso e valioso que só o Jus Indignatus pode entregar.

Cris Penaforte disse...

Dani querida...com certeza Villa Lobos é maravilhoso! Gosto muito...
Como sempre é bom vir aqui, e senão venho ocm tanta frequência, é por pura falta de tempo mesmo, mas cá estou eu, sempre que posso! Adoro vc viu?
PARABÉNS pelo NOSSO DIA!
E passa lá tem um post especial para nós mulheres!
Conheço o Jus Indignatus e gosto muito, vou votar, com certeza...Bjão querida, Saudades Crisssssssss...